Afinal, o que é agricultura de precisão?

0
444

Qual o conceito de agricultura de precisão?


O termo agricultura de precisão é cada vez mais presente nos dias atuais, e sem dúvida ela é importante para a prática agrícola como forma de melhorar e conhecer quanto se produz nas propriedades rurais. Mas afinal, qual o conceito de agricultura de precisão?

A agricultura de precisão nada mais é do que informação. Não são necessários máquinas sofisticadas, GPS, monitor de colheita e nem computador para se fazer a tal agricultura de precisão; isso mesmo não é necessário nada disso. Na sua forma mais simplicita, podemos fazer agricultura de precisão com papel e caneta, sendo ela um conjunto de informação, inicialmente precisamos reunir dados, muitos dados. Os dados devem ser interpretados para gerar informação, as tomadas de decisão na propriedade então serão baseados nestas informações. Parece abstrato, então vejamos na prática o sistema de agricultura de precisão em uma produção agrícola.

Flowchart
Flowchart – InteliAgro

Dados – Inicialmente devemos alimentar os dados e, o parâmetro de entrada é a colheita. O agricultor deve mapear ou entender a variação da produtividade de sua lavoura, isso ocorre principalmente devido a variabilidade do solo que apresentam diferentes condições de fertilidade.

Mapeando os locais de alta, média, e baixa produtividade seja por lote, por hectare ou por metro quadrado o passo a seguir será entender o porquê ocorrem as varições de produtividade através da observação do solo. Mediante análise física e química do solo é possível compilar os dados em um mapa de solo.

Informação – As informações são obtidas pela correta interpretação dos dados. Com os dados de produtividade da lavoura e fertilidade do solo é possível implementar os mapas de solo e mapas de produtividade.  Esses mapas servem como respaldo para a tomada de decisão.

Tomada de decisão – Quando há informação corretas, a tomada de decisão pode ser realizada com mais precisão. Quantidade de fertilizante e corretivos (calcário e gesso) e tipos de formulação dos fertilizantes podem ser aplicados cada qual com sua necessidade para cada unidade de área. Desta forma a agricultura é realizada de forma mais eficiente evitando desperdício de produtos químicos e melhor utilização das variedades das plantas a serem cultivadas.

Evolução da Agricultura de precisão

NDVI
Mapa de vigor (NDVI)

Nos dias atuais obviamente a tecnologia tem facilitados a prática da agricultura de precisão, os dados podem ser alimentados praticamente em tempo real através de máquinas colhedoras com monitores de colheita que geram mapas de produtividade instantaneamente, são máquinas dotadas de sensores e computadores que armazenam dados e neste caso a utilização do sistema de posicionamento global é imprescindível.

O sensoriamento remoto e utilização das geotecnologias foi essencial para o avanço da agricultura de precisão, através de imagens de satélite, ou com sensores em máquinas e VANT’s é possível calcular índices como o NDVI que possibilita gerar mapas de vigor vegetativo e desta forma dar subsídio à estimativa de produção. Os índices de vegetação são indicativos muito importantes para tomada de decisão na aplicação de fertilizantes e dosagem de defensivos agrícolas. Isso significa maior eficiência e precisão ao processo produtivo, contribuindo para economia de agroquímicos e consequentemente diminuição dos impactos ambientais.

Maquinas aplicadoras de fertilizantes mais sofisticadas permitem a inserção de mapas georreferenciados de solo e produtividade, a partir de então o software interpreta o mapa e permite realizar a adubação à taxa variável.

Imagem2
Exemplo de máquina adubadora à taxa variável

A propósito, os dados não se limitam apenas à produtividade e solo, podemos alimentar dados com históricos de produtos químicos utilizados (pesticidas), histórico do manejo (culturas plantadas anteriormente), tipos de máquinas e implementos agrícolas utilizadas, compactação de solo, histórico de chuva, histórico de nematoides e entre outros, todos estes dados podem e devem ser confrontados através de um sistema inteligente (inteligência Agrícola) para que se tome a melhor decisão na lavoura.

O sistema georreferenciado (GPS) melhorou e facilitou incrivelmente a prática de agricultura de precisão principalmente em grandes propriedades, sem GPS seria quase impossível localizar com exatidão pontos no meio de uma lavoura para aplicação de um tipo específico de produto. O mapa georreferenciado conhece cada pixel de uma área e isso permite uma precisão incrível, o GPS auxilia ainda no piloto automático da máquina.

Resumindo, agricultura de precisão nada mais é do que um sistema baseado em informações.

A GeoCrop é uma empresa de base tecnológica especialista em tratamento, processamento e interpretação de imagens de sensoriamento remoto que possibilitam gerar inteligência para a lavoura.

Deixe uma resposta