A curva de retenção de água no solo

0
1254

Solo umido

 

Tenho escrito neste blog nos últimos meses sobre os benefícios do manejo correto da irrigação. Dando continuidade neste tema, irei apresentar nas próximas postagens como determinar a lâmina de água a ser aplicada a partir de medidas diretas, neste caso em particular da tensão da água retida no solo.

Antes de iniciar as medições em campo, devemos caracterizar o solo no qual se encontra a lavoura que desejamos monitorar, pois cada um retém a água de maneira diferente. Determinar a curva de retenção de água no solo é um dado de extrema importância para a agricultura, pois com ela é possível estimar a quantidade de água disponível para as plantas. Evidentemente estes estudos exigem laboratórios especializados para a análise das amostras de solo, portanto segue uma recomendação de como proceder com as amostras:

  1. Identificar a área onde será realizada a instalação dos tensiômetros para fins de monitoramento da umidade do solo;
  2. Coletar as amostras de solo nas profundidades que se deseja realizar o monitoramento da umidade, que geralmente são em 15 cm e 30 cm de profundidade;
  3. Lacrar as amostras em sacos plásticos de maneira que não se deformem, identifica-las e enviar para o laboratório onde será realizada a análise;
  4. Solicitar ao laboratorista que a curva de retenção seja provida dos seguintes pontos: 0,1; 0,33; 0,50; 1,0; 3,0; 5,0; 10,0 e 15,0 bar;

De posse da curva de retenção, é possível determinar a equação da mesma por meio de uma regressão numérica, que é facilmente realizada em softwares como o Excel. Com esta equação é possível determinar a umidade do solo para uma determinada leitura de tensão e, como explicarei em outra postagem, determinar a lâmina de água a ser aplicada.

Deixe uma resposta