Orgânico x Hidroponico

0
503

111 22222

 

Traduziu-se abaixo um artigo publicado na revista americana Growing Edge, abordando a já antiga discussão entre orgânico e hidropônico. Esse debate aborda algumas diferenças entre as técnicas, mas deve-se levar em consideração que cada técnica possui suas qualidades e defeitos. Espera-se com esse artigo um visão mais critica em relação as técnicas de cultivo abordadas.
O debate entre “Orgânico” e “Hidropônico” | Lawrence Brooke Revista Growing Edge – EUA

“Há um grande debate popular sobre o valor de métodos e fertilizantes “orgânicos” e muitas pessoas gostariam de aplicar o “orgânico” à hidroponia. Os componentes de fertilizantes orgânicos aceitos comumente, dependem de organismos no solo para converter materiais “orgânicos” numa forma utilizável para as plantas.

Na hidroponia provemos diretamente os minerais requeridos para o crescimento da planta, eliminando completamente a necessidade do solo e dos organismos do solo. O resultado são taxas de crescimento, rendimento e qualidade muito maiores que os métodos orgânicos podem alcançar. Isto não é o que muitas pessoas querem ouvir, mas é simples verdade científica – e praticamente todos os educadores e cientistas dos campos de química e agricultura sabem e serão os primeiros a concordar. Na verdade, os tipos de materiais que são permitidas para uso nos termos da regulamentação de “orgânicos” não são de pureza suficiente para serem usados para o cultivo hidropônico.

Os consumidores querem comprar produtos que não estejam contaminados com produtos químicos perigosos ou venenos. Há uma crescente demanda do público por métodos que sejam gentis para o nosso delicado planeta e que não prejudiquem o solo, a água ou ecossistemas. Métodos de cultivo hidropônico se encaixam perfeitamente neste sistema de valores se usados corretamente. A hidroponia protege o solo, porque não usa o solo. Menos água é necessária para o cultivo hidropônico e, consequentemente, mais alimentos podem ser cultivados com menos água. Os fertilizantes que são utilizados para hidroponia são extremamente puros e não deixam nenhum resíduo nas frutas e vegetais cultivados.

Uma vez que tecnologias de produção hidropônica são mais eficientes do que os métodos de solo, mais pessoas podem ser alimentadas com menos área e menor impacto ecológico.”

Bom, levando-se em consideração sobre o meu ultimo post referente as vantagens e desvantagens da hidroponia (hidroponia, vantagens/desvantagens), tem-se então a vantagem que propositalmente eu não mencionei no post anterior: eficiência no uso da água. Essa vantagem é ainda mais marcante, levando-se em consideração o cenário atual do estado de São Paulo, onde o racionamento de água e uso eficiente desse recurso é prioridade. Estima-se que a hidroponia economiza cerca de 70% de água em relação ao cultivo convencional, isso ocorre pois quando se irriga o solo, uma grande parcela de água se perde, e não é utilizada pela planta, enquanto que na hidroponia trabalha-se com um sistema fechado, em que a água que não é consumida pela planta retorna para o reservatório.

Espero ter esclarecido algumas duvidas e mudado alguns conceitos. Alguma duvida ?

 

Deixe uma resposta