Qual o formato e dimensão ideal de um talhão?

1
761

A sistematização das unidades de produção são importantes para uma produção mais inteligente e organizada, então, qual o formato e dimensão ideal de um talhão?


Sem título
Imagem Iaras – SP

Na agricultura moderna  mecanizada o tempo de trabalho por unidade de área tem diminuído com o passar do tempo e maiores áreas tornaram possíveis de serem cultivadas. Um dos pontos críticos quanto ao trabalho mecanizado em relação ao rendimento operacional podemos considerar 2 aspectos importantes que são as manobras no final do talhão e o abastecimento de máquinas com produtos e insumos (ocorrem maiores perdas de tempo). Para isso o dimensionamento correto do talhão é de fundamental importância.

Abrindo um parêntesis, alguma coisa na primeira foto te chama atenção? Observe como as unidades de produção estão perfeitamente quadriculadas, esta imagem refere-se a uma propriedade na região de Iaras – SP às margens da rodovia Castelo Branco. Não tenho detalhes mas possivelmente se trata de uma plantação de laranja, mas o que chama atenção é que parece que a fazenda foi toda esquadrejada.

Antes de mais nada, o tamanho ideal do talhão dependerá muito do tipo de cultura e da capacidade operacional das máquinas a serem utilizadas,ou seja, são inúmeras possibilidades, porém, apresentaremos conceitos importantes que ajudarão a propor um dimensionamento adequado.

Fator limitante

DSC_0044A topografia é um o fator mais limitante para conformação do formato e dimensão ideal do talhão em função das curvas de nível. Áreas de relevo acidentado são necessários curvas de nível mais altas e não é possível realizar o plantio através dela, muito embora com o advento do plantio direto nas ultimas décadas tivessem permitido a remoção das curvas em relevos pouco declivosos, muitos talhões ainda devem acompanhar as curvas de nível.

Dimensão

Você pode estar pensando que quanto mais comprido o talhão melhor será para o rendimento operacional, se pensarmos em termos de manobras o conceito está correto (maior tempo de trabalho e menor tempo de manobra), porém devemos lembrar a respeito de abastecimento de produtos e insumos como em operações de pulverização, adubação, plantio e entre outros. Nestes casos serão necessários carreadores que farão a subdivisão das áreas determinando o comprimento e a largura do talhão. A subdivisão das áreas por carreadores são necessários para o planejamento logístico correto dos pontos de apoio para abastecimento com água, adubo e sementes por exemplo para plantio e pulverização bem como para caminhões e carretas em épocas de colheita para o escoamento da safra. A largura e inclinação dos carreadores também são fatores importantes a serem considerados, largura de máquinas e raio mínimo de giro dos tratores e de outras maquinas e equipamentos, normalmente a largura para a passagem dos tratores e caminhões são suficientes.

Formato

Exceto em casos em terrenos declivosos com curvas de nível, o desenho ideal de um talhão é sem dúvida o retângulo mas caso não seja possível o importante é que se tenha traçados paralelos entre os lados opostos. Recomenda-se evitar a formação triangular ou formatos que possibilitem “ruas mortas”, são casos como curvas de nível sem paralelismo entre eles, nestes casos porém não há muito a ser feito a não ser mudar tipos de terraços para base larga ou base estreita, ou vice e versa, dependendo da situação,  outra alternativa, mais cara, seria a realização de planagem de terrenos como são feitos por usinas antes do plantio de cana-de-açúcar como forma de sistematização dos talhões.

DSC_0305Custo – Ruas mortas são ruas que terminam antes do final do talhão, terminando normalmente nas curvas de nível no meio do talhão, nestes caso há necessidade de manobras dentro das unidades que elevam a compactação do solo, maiores gastos com produtos em função da necessidade de sobreposição e maiores perdas de tempo. Talhões muito pequenos com formatos irregulares também elevam quantidades de manobras e são justamente nestes casos que aumentam gastos de hora máquina por unidade de área, neste caso são levados em consideração tempo perdido e custo horário da máquina (R$ Máquina/ha).

Segundo o CTC, Centro de Tecnologia Canavieira o comprimento ideal para lavouras de cana-de-açúcar deve ter em torno de 500 a 700 metros de comprimento em função do planejamento da colheita na qual são necessários a utilização de transbordos que trabalham ao lado das colhedoras. Os transbordos bem como as colhedoras trafegam com as esteiras ou pneus nas entrelinhas da cultura evitando o pisoteio de danos na soqueira da planta. Os transbordos entram e saem constantemente dos talhões e neste caso essas máquinas devem entrar somente pelo início não podendo trafegar diagonalmente ou perpendicularmente em ralação ao sentido das linhas de plantio, portanto o dimensionamento neste caso se dá em função da capacidade de carga destes equipamentos, elas devem estar com sua carga completa no final dos talhões.

Máquinas e equipamentos

Comprimento – Para plantio de grãos como soja, milho, trigo, girassol, feijão, algodão e entre outros, o comprimento do talhão pode ser determinado pela capacidade de carga dos adubos das semeadoras adubadoras, elas devem ser suficiente para que não falte adubo ao final de sua passada, seja para ida ou para ida e volta do plantio dependendo do planejamento de abastecimento. Técnicas mais recentes utilizadas por muitos agricultores atualmente como forma de aumentar a eficiência de plantio podem configurar diferentes medidas de comprimento ideal de um talhão, a técnica consiste em aplicação do fertilizante à lanço de fósforo (P) e potássio (K) antes do plantio, neste caso o plantio fica configurado somente para as sementes, e então, é possível aumentar a distancia percorrida pelo mesmo podendo configurar talhões mais longos; o fator limitante em questão fica por conta da capacidade dos pulverizadores, estas máquinas devem ao menos ir e voltar seja qual for a capacidade máxima do tanque para o reabastecimento ao final das passadas. Para todos os efeitos o adubo, a semente ou o agroquímico não pode acabar no meio da lavoura muito embora a grande maioria prefira pulverizar no sentido perpendicular à linhas de plantio.

Largura – O conhecimento das máquinas quanto à capacidade operacional como largura de trabalho, ajudam a definir largura do talhão, neste caso ela ficará limitada principalmente às máquinas semeadoras. Atualmente surgem a cada dia máquinas capazes de plantar mais linhas simultaneamente e neste caso com talhões perfeitamente retangulares com largura inadequada, na última passada da semeadora pode remontar partes já plantada ou então deixar grande faixa sem plantio. Nos pulverizadores são menos impactantes porque estas máquinas possuem cortes de secção que podem pulverizar à meia barra.

Área de preservação permanente (App)

Áreas próximas aos rios e nascentes devem ser conservadas, e normalmente são áreas declivosas com formas irregulares e com elevada umidade do solo principalmente em épocas mais chuvosas, portanto é ideal que tais áreas sejam reservadas para reserva legal. Cultivar nestas áreas podem trazer mais prejuízos do que lucros.

Conclusão

Geometria do talhão e dimensão correta do mesmo são importantes como forma de sistematização da propriedade agrícola, saber posicionar corretamente os carreadores também são importantes para otimizar o escoamento da safra e abastecer máquinas e equipamentos. O planejamento correto de todos o fatores apontado permitem além de tudo economia energéticas nas operações agrícolas.

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta