Você acha justo a agricultura sustentar o PIB brasileiro?

3
177

PIB

Este post não tem nenhum intuito de gerar polêmica, apenas de fazer uma reflexão. Durante o último ano e agora com o anúncio do PIB do primeiro trimestre de 2014, foi possível observar que enquanto a indústria despenca e o setor de serviços fica estável, a agricultura tem contribuído com crescimentos consideráveis para a média geral.

Por exemplo, no primeiro trimestre de 2014 o PIB brasileiro cresceu 0,2% enquanto a parcela do agronegócio cresceu 3,6%. Esses números devem-se a diversos fatores, porém, principalmente ao avanço tecnológico e ganho de produtividade no campo. O ponto em questão é: porque a agricultura continua sendo vista como vilã enquanto é o setor de maior destaque para potencial de crescimento no país?

Diversos setores da sociedade criticam o agronegócio por gerar situações de trabalho inadequadas, por concentrar terras, por acabar com a biodiversidade, por exportar recursos brasileiros com baixo valor agregado entre outras coisas que já ouvimos falar. Em diversas situações, essas afirmações estão certas, porém é preciso ver o que o setor tem feito para amenizar esses problemas e ainda assim tem mantido a competitividade no mundo.

O Brasil é o único país no mundo com terras disponíveis para expansão agrícola sem que uma árvore sequer seja derrubada e sem que exista risco climático. A vocação para o agro que o país tem é evidente quando acompanhamos os ganhos em produtividade e a resiliência do agricultor a diversos impactos negativos. Ser um grande produtor mundial de produtos agrícola, sejam eles para alimentação humana, animal ou para energia não é demérito algum para um país. As vezes parece que se assumirmos a postura de grande produtor agrícola seremos comparados ao Chico Bento e sua turma.

Além disso, a saída de diversos governos têm sido apoiar o setor industrial em períodos de crise e mesmo assim a agricultura é o setor que apresenta os melhores resultados e pautados em exportação, não em ajuste do mercado interno devido ao choque na economia.

Enfim, eis aqui o ponto principal de reflexão: a população brasileira no geral e os governos têm motivos para comemorar o crescimento do PIB agrícola? Será que a agricultura recebe o respeito que merece? Ainda não sei responder essas perguntas, talvez você possa me ajudar! Escreva para mim!

3 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta