Simbiose agrícola – Conheça o Bradyrhizobium japonicum

0
377

Entenda porque as Rizobactérias são importantes para a agricultura


embrapa-soja__largeO nitrogênio sem dúvida é o macronutriente primário mais consumido pelas plantas, é um dos elemento químico de maior demanda ficando atrás apenas do Carbono, Hidrogênio e Oxigênio, estas disponíveis em abundância para as plantas. Na atmosfera o nitrogênio corresponde a 78% dos gases que as compõe, porém não são aproveitadas diretamente pelas plantas por estar em forma gasosa (N2).

O nitrogênio é um nutriente que faz parte de processos fisiológicos que ocorrem nas plantas, tais com fotossíntese, respiração desenvolvimento e atividade das raízes, formação de aminoácidos e proteínas, absorção iônica de outros nutrientes, crescimento, diferenciação celular e genética.

Na agricultura existem os adubos nitrogenados como ureia (NH2)2CO  e sulfato de amônia (NH4)2SO4 utilizados em larga escala para produção agrícola exceto para a produção de plantas leguminosas como o soja, feijão, alfafa, tremoço e entre outros, o que não significa de que estas plantas não necessitam deste elemento, muito pelo contrário, elas requerem grandes quantidades de nitrogênio, a vantagem, porém é que elas possuem uma relação simbiótica com as Rizobactérias (bactéria de raiz) que fazem a fixação do nitrogênio atmosférico tornado disponível para a planta desta forma não necessitam da adubação nitrogenada.

DSC_0035

Bradyrhizobium japonicum

Conhecido por muitos agricultores produtores de soja como inoculantes, a bactéria Bradyrhizobium japonicum são adicionados junto às sementes de soja para que a presença da bactéria seja eficiente no processo de fixação do nitrogênio. Por ser uma planta de origem asiática (Japão e China) sua rizobactéria participante da simbiose deve ser inoculada na plantação brasileira principalmente se for o primeiro ano de plantio. Os nódulos formados nas raízes indicam presença da bactéria. Resumindo, as bactérias fixadoras são importantes porque fazem parte do ciclo de nitrogênio, elas promovem a reação entre o nitrogênio gasoso e o hidrogênio transformando-o em amônia.

DSC_0095

Essa relação simbiótica entre leguminosas e bactérias já é antiga e ocorrem de forma natural. O homem apenas aprendeu com a natureza suas formas de manejo e utilização eficiente dos microorganismos. Para que as bactérias tenham condições favoráveis de vida são necessários a manutenção de matéria orgânica e a cobertura de solo.

Deixe uma resposta