Produtividade da pastagem – Quantas cabeças cabem no seu pasto?

3
2302
produtividade de pastagem

Falando em manejo, a produtividade da pastagem é uma das grandes dúvidas dos produtores.

Quantos animais podemos colocar por área? A resposta é simples, sabendo a produtividade do capim. A produtividade da pastagem é o principal responsável pelo ganho de peso do animal e, consequentemente, o ganho em @/ha/ano, que é o que importa no resultado final da atividade.

Manejo de pastagem - produtividade

De forma simples e direta, usamos um gabarito de 1×1 m e pesamos todo o material contido no interior, fazendo um corte rente ao solo. Repetimos, da mesma forma, o processo de 5 a 10 vezes, dependendo do tamanho da área. Em seguida, descontamos as “perdas” com o partes da base da biomassa composto por talos e folhas secas, aproximadamente 50% e por fim, as perdas por pisoteio, regiões em que o animal defeca, presença de daninhas e falhas de stand.

Em sistemas extensivos, essas perdas são maiores, podendo gerar um aproveitamento menor que 20% da biomassa produzida. Em sistemas intensivos, onde a possibilidade de seleção pelo animal é menor, o aproveitamento pode ser de 50%. Depois temos que descontar a umidade, aproximadamente 30%.

Posteriormente extrapolamos o valor para a área total e temos então a produtividade da pastagem em matéria seca.

Já é reconhecido que os animais consomem cerca de 2% do peso vivo por dia. Se meu boi tiver 450 kg, ele vai consumir 9 kg de matéria seca por dia. Se meu piquete tiver uma produtividade de 2000 kg/ha de MS e meu piquete tiver 0,1 ha, vou poder colocar naquela área 22 animais e mantê-los por um dia. Caso a estratégia seja manter dois dias, dividimos o número de animais ou dobramos o tamanho do piquete. É recomendável que se faça essa estimativa a cada ciclo de pastejo, que é quando os animais retornam ao primeiro piquete consumido.

Cálculo da produtividade de pastagem

A fórmula é utilizada para calcular o número de animais por piquete, para um dia de pastejo. Caso a estratégia seja a manutenção por mais dias, basta dividir a produtividade útil pelo número de dias. Podemos fazer também essa calibração utilizando o número de animais como ponto de partida. Sabendo o consumo do lote e a quantidade de forragem disponível, adequamos o número de dias para sua permanência.

Como saber se meu pasto está no ponto ideal para ser pastejado? Existe uma técnica que utiliza a altura da planta para determinar a entrada e saída dos animais, mas esse assunto fica para uma próxima oportunidade.

A Startup Pasto Sempre Verde trouxe uma solução para adequar a distribuição dos lotes, sem a necessidade de ir a campo e medir produtividade de modo empírico.

Confira em pasto.me

3 COMENTÁRIOS

    • Olá Carlos, obrigado pela pergunta. Tudo depende da produtividade do capim e do fôlego para investir em cerca elétrica. Consulte um técnico na sua região.
      Para começar, sugiro formar dois módulos de quatro piquetes, separando o rebanho em duas categorias. A medida que for aprendendo o ritmo de crescimento do capim, pode ir subdividindo em mais piquetes.
      Com uma produtividade de 20 t/ha de capim por ano, daria para manter 30 UA no verão e 13 UA no inverno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui