5 imagens que farão você pensar em um Engenheiro Agrícola.

19
1209

O que faz um Engenheiro Agrícola? É a mesma coisa que Engenheiro Agrônomo? Já tive que responder essa pergunta pelo menos uma centena de vezes. A diferença pode parecer pequena aos olhos de quem não é da área, porém, são profissões distintas e complementares.

O Engenheiro Agrícola tem uma formação muito forte em exatas, tendo todas as matérias básicas de engenharia no currículo. Os Engenheiros Agrônomos ou Agrônomos têm uma formação biológica muito forte, desta forma entendem melhor as plantas e suas interações com o ambiente.

Para que você entenda melhor o que o Engenheiro Agrícola pode fazer, seguem 5 imagens que você com certeza já viu ou virá na sua vida e que remetem às nossas atribuições:

1- Colhedoras de soja em formação de flecha:

294_perfil_02

Revistas adoram essa imagem para ilustrar a prosperidade da soja no Centro-Oeste. Na realidade isso não existe, não há motivos em colher uma área de uma vez só. Uma máquina é capaz de fazer isso com uma agilidade aceitável, mas com certeza você já viu ou verá essa cena e vai saber que é apenas uma estratégia de marketing.

2- Pivô Central:

MVC-298F

Você está andando pela estrada e vê uma barra gigante sobre uma plantação e não imagina o que ela faz. Essas barras servem para irrigar grandes áreas de uma forma relativamente rápida. Essas barras caminham até girarem 360º e vão irrigando a área ao longo do trajeto. Engenheiros Agrícolas são responsáveis por projetar esses equipamentos e planejar quando eles devem ser ligados.

3- Mapas de Culturas Agrícolas:

r2895_9_national_mapping

Mapinhas que aparecem na televisão, que estampam folders ou que estão em revistas com as áreas plantadas de soja, milho, café, cana são feitos a partir de imagens de satélite e para interpretar essas imagens e transformar dados em informação é outra tarefa dos Engenheiros Agrícolas.

4- Silos:

Ralls_Texas_Grain_Silos_2010

Estruturas gigantes que muitas vezes te fazem imaginar o que tem lá dentro. Pode ter soja, milho, trigo… Eles servem para estocar grãos por um período de tempo longo. Projetar essas estruturas para que suportem uma quantidade gigantesca de grãos e evitar que eles estraguem, também é nossa função.

5- Soja perdida na estrada:

untitled1

Se viajou para o Paraná ou para o Centro-Oeste já deve ter visto nos acostamentos das estradas umas bolinhas amarelas. Essas bolinhas são grãos de soja que se perderam por conta de um transporte ineficiente e péssimas condições das rodovias. Projetar mecanismos que diminuam essas perdas é nossa função e nosso desafio como Engenheiros Agrícolas.

Tenho certeza que quando você encontrar essas cenas no futuro vai lembrar do que leu aqui! Tem mais alguma cena que te remete a Eng. Agrícolas?

19 COMENTÁRIOS

  1. Aqui aparecem apenas algumas das imagens que remetem ao que seja um Engenheiro Agrícola, além dessas poderiam ser adicionadas imagens de barragens agrícolas, pequenas usinas elétricas, sejam hidráulicas ou eólicas, revestimentos em estradas rurais, construções para criatórios de animais, beneficiamentos de alimentos, indústrias rurais ou de beneficiamentos de produtos agropecuários, etc, etc, etc..

    • Com certeza Jaime! O intuito do post era mostrar apenas algumas coisas que o público geral pode não associar ao Eng. Agrícola! Mas com certeza poderíamos ter colocado uma centena de imagens.

  2. Meu querido, sou capaz de apostar com você que no mínimo 4 das imagens mencionadas são obras de um Engenheiro Agrônomo. Não tiro o mérito dos engenheiros agrícolas, apenas os Engenhehiros Agronomos tem uma formação mais ampla.

    • Emanoel, obrigado pelo comentário. Não concordo com sua opinião. Se formos ver hoje em dia no CREA todas as imagens que coloquei ali para duas delas é necessário ter um ART para executar. Já quanto à competência, sabemos que a grade dos cursos pelo Brasil é muito variada mas pelo menos os cursos que eu conheço formam profissionais altamente capacitados para exercer aquilo ali. E o meu ponto de vista é aquele que deixei: não tem profissão melhor ou pior, somos complementares.

  3. Sou agrônomo há mais de 40 anos e a atribuição que consta em minha carteira é muito ampla. Diria ampla demais. Foi com satisfação que vi crescerem os cursos de engenharia agrícola e engenharia florestal. A dedicação com exclusividade a um determinado estágio da produção é necessária e importante. Sem esta especialização, ainda estaríamos com arados de aiveca.
    Tens razão quanto à complementariedade. É mais ou menos por aí, sem sistemas cartoriais e reservas de mercado.

  4. Sugestao a voce Daniel: Faca uma nova postagem demonstrando a complementaridade das profissoes. Tanto Agronomia como Eng. Agricola tem papeis fundamentais na producao do alimento que chega a mesa do consumidor, mas so para que voce saiba, o motivo de ter que responder essa pergunta com frequencia nao e porque as pessoas sao desinformadas ou porque agronomia e mais importante que eng. agricola, isso acontece porque nao ha uma organizacao assertiva dos eng. agricolas e a maioria que conclui o curso acaba optando por trabalhar no setor financeiro, o que reduz a disseminacao das atribuicoes do profissional no mercado. Cuidado tambem ao dizer que a carga de engenharia existe so na agricola, de uma olhada na grade da ESALQ, o fato e que devido o foco durante a formacao o eng. agricola e o profissional mais capacitado e legalmente habilitado para projetar e gerenciar determinadas atividades e operacoes agricolas (silos, secadores, maquinas e implementos, irrigacao e drenagem, eletrificacao e construcoes rurais…), por outro lado o agronomo e o especialista no manejo de todo o sistema produtivo, o que inclui desde a preparacao da area, escolha de produto, cultura, definicao do ciclo, analise climatologica, combate a praga, doencas e plantas daninhas e colheita, mas nao acaba ai, pois veja que sao operacoes que dependem do eng. agricola e no final, ate chegar ao consumidor e necessaria uma parceria muito forte entre as duas profissoes e tambem os cursos na area de alimentos. Uma pena que hoje um dos gargalos da producao brasileira seja a pos colheita e nao a producao, perdemos cerca de 30% de produto antes dele chegar a mesa do consumidor, isso tudo porque ainda nao temos aplicado tecnicas conjuntas, embora muitas ja tenham sido definidas e comprovadas.

    Parabens pela iniciativa e desculpe pelo longo texto….

    • Obrigado pelo comentário Wesley. Realmente é um assunto com toda essa complexidade, tentei nesse texto sintetizar tudo isso através de uma experiência pessoal. Mas tudo o que você colocou pode virar mais publicações aqui!

  5. Engenharia Agrícola e Ambiental eu te amo, dez do 1° ano do ensino médio queria esse curso e hoje sou grato por cursar essa importantíssima ENGENHARIA, ta ficando muito concorrido graças a Deus!

    • Elivani,

      Infelizmente a profissão ainda possui poucos profissionais pelo número de escolas que existem no país. Dessa forma, o desconhecimento leva a uma baixa valorização.
      Esperamos que isso mude e lutamos por isso.

      Abs

  6. Sou apaixonada por engenharia agrícola tenho orgulho em estar me graduando em um curso que ainda é pouco conhecido no estado do Pará, afinal somos os únicos na região norte. Obrigada pelo post simples e direto.

Deixe uma resposta